Páginas

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

O estupro de nossa paciência



Que têm a ver Bolsonaro, Maria do Rosário, Lula, Paulo Ghiraldelli e Rachel Sheherazade?

Lula
Você conhece o “menino do MEP”? Não? Pois deveria.
Consta que LULA propagava por aí, com o orgulho típico dos boçais, que tentara estuprar um colega de cela. O caso teria ocorrido em 1980 e a vítima seria um ex-militante do Movimento de Emancipação do Proletariado (MEP).
A história veio à tona em 27 de novembro de 2009, quando, em artigo publicado na Folha de S.Paulo, César Benjamin [1], celebrado militante esquerdista, relatou o que ouvira da boca do próprio mito petista:
<< Lula puxou conversa: "Você esteve preso, não é Cesinha?" "Estive." "Quanto tempo?" "Alguns anos...", desconversei (raramente falo nesse assunto). Lula continuou: "Eu não aguentaria. Não vivo sem boceta".
Para comprovar essa afirmação, passou a narrar com fluência como havia tentado subjugar outro preso nos 30 dias em que ficara detido. Chamava-o de "menino do MEP", em referência a uma organização de esquerda que já deixou de existir. Ficara surpreso com a resistência do "menino", que frustrara a investida com cotoveladas e socos.
Foi um dos momentos mais kafkianos que vivi. >>

Paulo Ghiraldelli e Rachel Sheherazade
Em dezembro de 2013, o professor da USP e – segundo o MEC – filósofo Paulo Ghiraldelli escreveu em rede social:
<< VOTOS PARA 2014: que a Rachel Sheherazade seja estuprada. >> [2]

Bolsonaro e Maria do Rosário
Em 2003, Jair Bolsonaro concedia entrevista à RedeTV!, no Salão Verde do Congresso. Defendia a redução da maioridade penal e a prisão dos menores Champinha e Pernambuco, que mataram um jovem e estupraram a namorada dele durante mais de três dias, antes de esfaquear e degolar a menina.
Em uma inversão psicótica, que só mesmo um esquerdista seria capaz de fazer, Maria do Rosário, que no plenário defendia um bom tratamento do Estado à dupla Champinha e Pernambuco, aproxima-se de Bolsonaro e da equipe da RedeTV! e começa a dizer que o deputado carioca promovia o estupro. Bolsonaro pede para o cinegrafista filmar a deputada e pergunta:
– Eu sou estuprador agora?
Ao que Maria do Rosário responde:
– É. É.
A réplica de Bolsonaro vem num sarcasmo hiperbólico:
– Eu não ia estuprar você porque você não merece.
A partir daí, Maria do Rosário, após apresentar-se como uma provocadora das mais ralés, dispara sua já conhecidíssima metralhadora de lamúrias e auto-vitimização.
Ontem, 9 de dezembro de 2014, numa provocação tosca, Bolsonaro fez aos petistas o favor de relembrar o caso. Pronto. Era tudo que os petistas queriam: um pretexto para desviar a atenção das sérias acusações de corrupção que ora lhes sufocam.

***

RECAPITULANDO
Lula teria confessado que tentou estuprar um colega de cela; e confessou à Playboy (1979) que curtia “sacanagem” com animais [3].
Paulo Ghiraldelli publicou, para quem quisesse ver, seu desejo de que Rachel Sheherazade fosse estuprada.
Maria do Rosário acusou Jair Bolsonaro de promotor de estupros e de estuprador.
Jair Bolsonaro respondeu às provocações baratas e às acusações vazias de Maria do Rosário dizendo que NÃO A ESTUPRARIA porque ela “não merece”.

FIXANDO
Nada melhor do que exercícios para fixar aquilo que aprendemos.
Para testar os conhecimentos adquiridos até aqui, segue uma questão objetiva.
Quem está na boca da fornalha da histeria esquerdista nacional?
(  ) Lula, aquele que tentou estuprar alguém.
( ) Paulo Ghiraldelli, aquele que desejou publicamente o estupro de Rachel Sheherazade.
(  ) Maria do Rosário, aquela que acusou levianamente alguém de estuprador.
(  ) Jair Bolsonaro, aquele que disse que não estupraria aquela que o chamou de estuprador.



[1] http://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc2711200908.htm
[2] http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/2013/12/27/o-curioso-caso-de-ghiraldelli-contra-sheherazade/

[3] http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/lula-o-sexo-os-animais-e-as-viuvas/


Nenhum comentário:

Postar um comentário